Autorresponsabilidade: a incrível chave de transformação para a própria vida

 Autorresponsabilidade: a incrível chave de transformação para a própria vida

Elemento essencial para jornada do autoconhecimento, a autorresponsabilidade é o contrário do vitimismo mas também não deve ser confundida com a culpa

A autorresponsabilidade é a a habilidade – tanto racional quanto emocional – de reconhecer que nós somos responsáveis pelas nossas próprias vidas. Ela é o contrário do vitimismo, que é o comportamento de acreditar que somos sempre vítimas e tudo que ocorre é consequência de fatores externos e nunca vindo de nós mesmos.

“A autorresponsabilidade abre a nossa mente e mostra que você, e somente você, é capaz de transformar a sua própria vida para aquilo que sempre sonhou viver. Uma vez que descobrimos que somos responsáveis pelos nossos atos, então por quê não ter atitudes que nos levem para onde queremos?” comenta Vanessa Schroeder, cofundadora do Acharya Institute, instituto de terapias holísticas. “Mas atenção, não devemos confundir autorresponsabilidade com a culpa ou autopenitência. Esse comportamento é tão destrutivo quanto o vitimismo. A autorresponsabilidade é saber que a sua ação trouxe consequências que você não gostou mas traz também a convicção que pode ter novas atitudes para sair dessa mesma situação”.

Segundo a terapeuta, muitas vezes fatores externos nos levam a viver determinadas situações que não gostamos e realmente não temos controle sobre esses fatores, mas a maneira como lidamos e enxergamos essas situações nós temos controle. Essa visão, ou seja, de que é sua responsabilidade a maneira como vai lidar com um fato, faz parte da autorresponsabilidade.

“Em um comportamento vitimista nós levamos golpes da vida e ficamos parados chorando, culpando tudo e todos, sem cogitar a possibilidade de que podemos sair da situação. Em um comportamento de culpa nós passamos o tempo todo em estado de autoflagelação mental e emocional e isso nos impede de sair do lugar. A autorresponsabilidade é um comportamento mais analítico. Existe primeiro a consciência da responsabilidade e do poder que temos sobre nossa própria vida e a partir daí se começa a busca do plano para melhorar de vida”, explica a terapeuta.

De acordo com Vanessa, o vitimismo está muito atrelado a ser reativo na própria vida. Com esse comportamento a pessoa dificilmente conseguirá tudo aquilo que deseja, pois apenas reage – seja com atos, emoções ou pensamentos -àquilo que a vida oferece. Pessoas que são autorresponsáveis possuem uma postura mais ativa e buscam caminhos para criar as oportunidades que tanto desejam.

“Cada dia da nossa vida é uma página em branco na qual escrevemos a nossa História. Lembre-se que quem tem a caneta é você. Evite pensamentos e emoções vitimistas ou de culpa, porque isso pode te dominar aos poucos e tornar você uma pessoa vitimista ou em estado de autopenitência. O que passou já passou e agora você não é mais a mesma pessoa. Há um futuro em branco que aguarda você escrever a sua história. A autorresponsabilidade faz você se levantar. Entender que tudo que ocorreu pode ser transformado. A autorresponsabilidade te dá forças para você se tornar protagonista da própria vida”, finaliza Vanessa.

 

Deixe uma resposta